Imprensa

Notícia Coprel Release

Voltar
  • 17.07.2021

  • Geral

Intercooperação que fortalece o cooperativismo, transforma e conecta o meio rural

Compartilhe:

Já imaginou a sua vida sem acesso à internet? Esta é a realidade de muitas famílias, principalmente do meio rural. De acordo com dados do último Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aproximadamente 70% das propriedades rurais não tem acesso à internet e telefonia, impedindo a comunicação e novas oportunidades, principalmente aos jovens. E para mudar esse cenário, as cooperativas estão se mobilizando para fazer a diferença e tornar possível o acesso à internet e telefonia de qualidade no campo. Por meio da intercooperação – parceria entre cooperativas e instituições público-privadas, o projeto intitulado “Gentil Online”, conectou 100% da área urbana e rural de Gentil com internet fibra ótica da Coprel.

A iniciativa envolveu a Coprel, Prefeitura Municipal de Gentil/RS, Coasa - Cooperativa Agrícola de Água Santa/RS, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Marau/RS e produtores associados das duas cooperativas, sendo um elo que reforça a importância da união entre todos, visando beneficiar o maior número de pessoas.

No projeto “Gentil Online” foram construídos 135 quilômetros de rede de fibra ótica atendendo a área urbana e as localidades do interior: Cabriúva, São Caetano, São Valentin, Campinas, Forquilha, São Gotardo, Linha Vanini, Linha Botezini, Vista Alegre, Campo do Meio e Fazenda São Miguel, conectando famílias com a mais alta tecnologia de internet.

A Coprel destina recursos em Assembleia todos os anos para serem aplicados em mais conectividade no campo. Parte deste montante foi utilizado para custear a mão-de-obra de construção das redes de fibra ótica, iniciada em janeiro de 2020 e concluída em abril do mesmo ano, além dos equipamentos eletrônicos. A Prefeitura de Gentil, em contrapartida, investiu nos materiais, como a rede de fibra e ferragens. O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Marau participou auxiliando financeiramente os associados do sindicato que residem em Gentil, assim como a Coasa, que colaborou com um percentual dos custos de instalação de seus associados. As famílias investiram e contaram com a cooperação das cooperativas e sindicato para realizar o sonho da internet fibra ótica nas residências.

Para o prefeito de Gentil, Alcenir Dalmago, este projeto é uma conquista para a comunidade Gentilense. “Ficamos muito felizes em contribuir com o desenvolvimento do nosso município, ao facilitar o acesso às tecnologias e a comunicação às famílias. Alcançamos um dos objetivos de instalar câmeras de videomonitoramento em pontos estratégicos do interior, auxiliando na segurança das propriedades rurais, além de instalar sinal de Wi-fi gratuito nas comunidades do interior, nas escolas e na praça municipal”, destaca.

De acordo com o presidente da Coprel, Jânio Vital Stefanello, a cooperação promove o desenvolvimento regional. “A intercooperação é um movimento importante e necessário. Nós da Coprel, as cooperativas e entidades parceiras, poder público e cooperantes, unimos esforços para que projetos como o Gentil Online sejam viabilizados. Ficamos muito felizes de possibilitar ainda mais conhecimento e conectividade para as famílias do campo. É um orgulho levar para as propriedades rurais uma melhor qualidade de vida e colaborar com o crescimento futuro das comunidades. Acreditamos na força do cooperativismo para que as pessoas tenham cada vez mais oportunidades”, disse.

Com as transformações acontecendo no mundo, principalmente em relação aos avanços tecnológicos, o acesso à informação tem sido cada vez mais imprescindível. E não seria diferente na vida no interior, onde a internet está colaborando para a permanência do jovem, além de estar auxiliando famílias a crescerem em suas propriedades.

A família Carraro, de Cabriúva, interior de Gentil, foi uma das contempladas com o projeto “Gentil Online”. A união do projeto se assemelha à união da família, que atualmente representa quatro gerações, um orgulho para todos que residem na localidade. Para seu Orildo Carraro, avô de 70 anos, que nunca imaginou estar conectado, hoje ter em sua residência um serviço cooperativo e de qualidade é motivo de alegria. “A internet veio em boa hora. Utilizamos no interior para ter informação do mercado e preços dos produtos e até para lazer. Estamos muito contentes de ver que o pessoal do interior também tem o que o pessoal da cidade tem”, conta.

A iniciativa de viabilizar internet no campo mostra que o trabalho em conjunto pode realizar muitos sonhos. De acordo com Jair Carraro, filho de Orildo, a internet é um fator determinante para a permanência da filha Thaís na propriedade.  “É uma das maiores felicidades da vida, porque com certeza, sem a Thais aqui, nós pararíamos com as atividades porque não teríamos como administrar tudo. E sobre a internet, pagamos boletos, compramos, vendemos, pesquisamos, falamos com os familiares, [a internet] veio a agregar bastante”, explica.

As famílias do interior sentem a diferença em estarem conectadas com o mundo por meio da fibra ótica. O que antes poderia ser impossível, hoje é realidade em 100% de cobertura no município de Gentil. Para o presidente da Coasa, Orildo Germano Belegante, os associados podem continuar contando com essa intercooperação que tem um objetivo em comum. “É importante estarmos inserindo cada vez mais o agricultor no mundo digital, no mundo dos dados e da conexão. A agricultura se aproxima dos centros urbanos cada dia mais através da internet. Vamos conectar as pessoas e incluí-las ainda mais em seu processo evolutivo no meio rural”, afirma Belegante.

Conhecido como um instrumento da luta e conquista dos trabalhadores do campo, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Marau, também teve um papel importante no projeto. O incentivo permite que a cooperação ganhe ainda mais força e oportunidades para quem vive o presente e constrói o futuro no interior. “O sindicato foi um grande incentivador mostrando que existe uma necessidade do nosso agricultor familiar em ter essa tecnologia no campo. Por se tratar de um trabalho cooperativo, nós apoiamos financeiramente o projeto, e quem se beneficia disso são os cooperados/associados das cooperativas, por isso, a importância da cooperação, em todos os sentidos”, destaca o presidente do STR Marau, Sílvio Borghetti.

Embora a vida nos grandes centros seja atrativa, o interior tem muito a oferecer, e para Thaís Carraro, de 27 anos, dar continuidade ao legado da família é gratificante. “Quando eu nasci a luz já estava presente, e quando a internet chegou, nós não estávamos ainda habituados. Hoje em dia ela é tão importante quanto a energia elétrica, pois resolvemos muitas coisas sem precisar sair da propriedade. Essa junção de forças é extremamente importante para nós, produtores, porque sem ela, talvez eu nem estaria aqui agora”, explica a jovem.

O cooperativismo fortalece as comunidades em que está presente e proporciona melhores condições de trabalho, renda e de vida para quem pertence e coopera. O cooperativismo multiplica o que é bom!


Texto: Daniella Rigodanzo Koslowski, Raquel Lazzarotto e Valéria Foletto
Foto: Daniella Rigodanzo Koslowski

Deixe seu comentário