Imprensa

Notícia Coprel Release

Frango Colonial São Lucas: manejo diferenciado e muita dedicação de família garantem qualidade e sabor

O município de Tupanciretã é o maior produtor de soja do Rio Grande do Sul. Muitos produtores têm, na lavoura, a única fonte de renda da família. E não era diferente na família Brum, cuja sede da propriedade fica na localidade de Lagoa Vermelha, cerca de 25 Km da cidade. Mas isso mudou no ano de 2010, quando o casal Lucas Elgart Brum e Sabrina Santos Batista decidiram diversificar a fonte de renda familiar. “A lavoura proporcionava uma renda duas vezes por ano, nas safras. Às vezes, tinha que vender os grãos em momentos de preço ruim, para suprir as despesas de casa, por isso nós queríamos uma renda mensal”, explica Lucas. O casal foi atrás do objetivo, buscou assistência técnica e decidiram investir na criação de frangos. A atividade cresceu e hoje envolve a família (Lucas, Sabrina e o filho do casal, João Lucas, de 13 anos), um funcionário fixo e colaboradores diaristas que trabalham somente no abate.

Com um manejo diferenciado e o abate sendo realizado na agroindústria própria, a carne de frango produzida na propriedade foi se tornando referência de qualidade e sabor. A característica do frango colonial produzido na granja é um manejo que busca preservar o estilo de vida natural das aves. O período de engorda é maior comparado aos grandes aviários, atingindo um período de 65 dias até o abate. Não é mantida iluminação noturna, então, as aves se alimentam somente nas horas em que há sol. Uma grama verdinha servida no aviário serve de complemento para a alimentação das aves, cuja base da alimentação é a ração – feita com o milho produzido na propriedade – o que garante mais qualidade ao alimento, além de reduzir custos.

O abate é feito uma vez por semana, e são abatidas 50 aves. Neste dia, o trabalho começa antes do sol nascer, com a limpeza e preparação do abatedouro. A veterinária da prefeitura acompanha todo o processo, visto que a agroindústria tem Inspeção Municipal e comercializa o frango no município, e diversas normas sanitárias precisam ser cumpridas. O jovem João Lucas também já participa das atividades, que não coincidem com o horário escolar. E já está seguindo o caminho dos pais: ele já começa a planejar mais atividades para a propriedade, como a produção de verduras e/ou hortaliças.

Mesmo com muitos desafios, como o forte temporal em outubro de 2017 que devastou a região, destruindo também grande parte das benfeitorias da propriedade e mantendo a agroindústria impossibilitada de abater aves por cerca de 2 meses até reconstruir o que foi danificado pelos ventos de mais de 120 km/h, a família continua confiante e unida. “É um amor pelo nosso trabalho, em busca do que a gente sonha. A gente se manteve unido nos momentos de maior dificuldade. Pois há 07 anos, quando começamos a produção, não foi só um começo, foi um começo com perspectiva de futuro, com crescimento da família”, destaca Sabrina.

A Sabrina, que veio da cidade para o interior após conhecer o esposo Lucas, se encantou com a vida no interior e pretender passar isso para o filho. “Morar no interior é ter uma vida mais saudável. E quando chegou o João Lucas na nossa vida, essa preocupação veio em dobro, porque criar um filho hoje, na sociedade em que a gente vive, não é fácil. No interior, a gente mostra o amor pela terra, a paixão por cultivar o próprio alimento, e ele desenvolve esse carinho com a gente”, comemora a mãe. 

Mas tudo isso que é vivido e relatado pela família só é possível porque hoje, no interior, as condições de infraestrutura são semelhantes à cidade. Com energia de qualidade, os cooperantes que vivem no campo tem condições de implementar e desenvolver agroindústrias, além de possuírem os mesmos recursos e conforto de quem vive na cidade. A família aproveita estes recursos, e Sabrina fica responsável também pela parte comercial da agroindústria. A família mantém uma página no Facebook – Frango Colonial Granja São Lucas, e aceita pedidos via Whats App, no fone (055) 9 9929-5556 ou (055) 9 9975-2235. O frango também é comercializado em dois pontos de venda na cidade: Padaria Croissant e Açougue Tradição.

 

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS
Preencha os campos abaixo e receba nossas novidades diretamente no seu e-mail
Fechar

Recuperar Senha

Para receber sua senha por email, digite seu número de matrícula no campo abaixo: